O paladar é a percepção de sabores, é considerado um sentido químico, assim como o olfato, pois depende de estimulantes químicos para que os receptores “funcionem”.

Como Funciona o Paladar

Mulher Mostrando LínguaA faringe, palato e epiglote também possuem uma participação na gustação, mas a língua é o principal órgão, e nela se encontram as papilas gustativas, que são formadas por células, que estão diretamente ligadas ao cérebro por fibras nervosas. Portanto, essas células sensoriais transmitem as informações que permitem identificar o gosto.

Em cada célula gustativa, existem prolongamentos finos, como pêlos, em sua superfície, que são chamados de microvilosidades e são essas estruturas que fornecem a superfície necessária para “receber” o paladar.

Entre as células gustativas de uma papila, há fibras nervosas gustativas, que são estimuladas pelas próprias células. Até que se sinta o gosto de uma substância, ela primeiramente deve ser dissovilda no líquido bucal, e difundida através do poro gustativo em torno das microvilosidades. As substâncias altamente solúveis e difusíveis (ex: sal e açúcar), normalmente fornecem graus gustativos mais altos.

A Língua e os Sabores

São várias as papilas gustativas que se encontram na superfície da língua, e suas células sensoriais percebem primariamente quatro sabores: amargo, azedo ou ácido, salgado e doce. A combinação desses sabores, resultam em outros milhares.

As papilas não são inteiramente sensíveis à um só sabor, mas possuem maior sensibilidade para determinados sabores, e diversos tipos de papila são distribuídas por toda a língua, mas como não é de maneira uniforme, em determinadas áreas há concentração de um só tipo. Por isso na região mais perto da língua, percebe-se melhor o sabor doce e salgado, nas laterais o sabor azedo, e na parte de trás, o sabor amargo.

A intensidade da percepção dos sabores depende do número de papilas, da penetração da substância no interior delas, da natureza, concentração, capacidade ionizante e composição química da substância. O paladar está diretamente ligado ao olfato, pois as moléculas aromáticas liberadas pelo alimento atingem as células olfatórias, portanto o gosto dos alimentos, é a junção do sabor e do aroma. É pelo olfato que identificamos os sabores específicos, por exemplo, se temos duas frutas doces com gostos muito parecidos, podemos identificá-las e distingui-las pelo olfato. Outro exemplo muito comum é o resfriado, quando uma pessoa se encontra debilitada, ao comer ela quase não sente o gosto do alimento, pois não sente o aroma, consequentemente perdendo parte do gosto.

Perda de paladar

A perda de paladar ou a redução, pode ser causada por fatores que interrompam a transferência dos estímulos de sabor para o cérebro, ou por condições em que afetam a maneira que o cérebro interpreta os estímulos.

Causas da Perda do Paladar

  • Infecção nasal
  • Gripe
  • Faringite viral
  • Tabagismo excessivo
  • Deficiência de vitaminas e minerais
  • Lesões na boca, língua, nariz ou na cabeça
  • Gengivite 
  • Paralisia de Bell
  • Síndrome de Sjorgren
  • Faringite estreptocócica